Inglaterra derruba Suécia, vai à semifinal e embala na busca pelo sonhado bi da Copa do Mundo

It’s coming home,
It’s coming home, it’s coming,
Football’s coming home

É ao som dessa música, criada para a Eurocopa 1996, que a seleção da Inglaterra segue avançando na Copa do Mundo 2018 e tornando cada vez mais real o sonho de seus fãs: o de levar o futebol “de volta para casa” após 52 anos, repetindo a conquista dos heróis de 1966.

Neste sábado, em Samara, o time comandado por Gareth Southgate teve atuação segura e venceu a Suécia por 2 a 0, indo à semifinal da competição da Fifa pela primeira vez desde 1990, na Itália.

Os gols ingleses foram marcados de cabeça, na arma mais mortal dessa seleção na Rússia. Maguire abriu o placar na primeira etapa, e Dele fechou a conta no segundo tempo.

Ao todo, o English Team já tem cinco tentos de cabeça nesta Copa, mais do que qualquer outro time.

Outro destaque foi o goleiro Pickford, que já havia sido o herói na disputa de pênaltis contra a Colômbia. O atleta do Everton teve mais uma grande atuação e fez duas defesas espetaculares em lances do sueco Berg, salvando sua equipe.

Na próxima fase, a Inglaterra encara o vencedor de Rússia x Croácia, que se enfrentam também neste sábado, às 15h (de Brasília), em Sochi. A semifinal está marcada para quarta-feira, às 15h, no estádio Luzhniki, em Moscou.

O JOGO

Como era esperado, a partida começou extremamente equilibrada, com os dois times marcando bem e fechando os espaços. Na batida de longe, a Suécia deu o primeiro susto com Larsson, em bola que passou zunindo por cima do travessão de Pickford.

A resposta inglesa veio cinco minutos depois, quando Harry Kane, sempre ele, bateu de chapa de fora da área e tirou tinta da trave de Olsen, que deu o famoso golpe de vista.

Pouco depois, o English Team chegou no toque de bola e Trippier recebeu em boa condição pelo lado direito da grande área. Ele tentou cruzar para Kane completar, mas a bola desviou e foi para o goleiro sueco, que agarrou com firmeza.

O time de Gareth Southgate passou a insistir nos cruzamentos, e achou seu gol justamente numa bola aérea: aos 30 minutos, deppois de um escanteio, o zagueiro Maguire foi no 3º andar e cabeceou com força, mandando no cantinho de Olsen e abrindo o placar.

A Suécia não mostrou poder de reação, e começou a abrir espaço para contra-ataques ingleses. Em um deles, já aos 44 minutos, Sterling saiu cara a cara com o goleiro escandinavo, mas se atrapalhou e conseguiu perder de maneira inacreditável.

Na volta do intervalo, os suecos saíram em busca do empate e quase conseguiram logo no primeiro minuto: Berg recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou muito bem, mas Pickford foi melhor ainda e conseguiu defender com a mão esquerda no cantinho, em uma linda intervenção do bom e jovem arqueiro britânico.

Os ingleses souberam controlar o susto e usaram novamente a bola aérea para matar o jogo: aos 14 minutos, Lingard cruzou da direita e Dele, totalmente livre no meio da marcação adversária, testou forte para ampliar a conta em Samara.

Na base do tudo ou nada, a Suécia se mandou para cima e criou uma grande chance de empatar poucos minutos depois de levar o gol. Forsberg, principal jogador da equipe, tentou duas vezes, mas parou no excelente Pickford, em tarde mais do que inspirada.

E o jovem atleta do Everton apareceu bem mais uma vez aos 25, quando Berg mandou um lindo voleio na área, espalmado para escanteio pelo jogador de 24 anos.

Dali em diante, porém, o English Team só controlou o resultado até o apito final, enquanto seus torcedores cantavam enlouquecidamente: “o futebol está voltando para casa”.

FICHA TÉCNICA
SUÉCIA 0 x 2 INGLATERRA

Local: Arena Samara, em Samara (RUS)
Data: 7 de julho de 2018, sábado
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Público: 39.991
Assistentes: Sander van Roerkel e Erwin Zeinstra (ambos HOL)
VAR: Danny Makkelie (HOL), Bastian Dankert (ALE), Crlos Astroza (CHI) e Felix Zwayer (ALE)
Cartões amarelos: Guidetti e Larsson (SUE); Maguire (ING)

GOLS
INGLATERRA: Maguire, aos 30 minutos do primero tempo; Dele, aos 14 minutos do segundo tempo

SUÉCIA: Olsen; Krafth (Jansson), Lindelof, Granqvist e Augustinsson; Claesson, Larsson, Ekdal e Forsberg (Olsson); Toivonen (Guidetti) e Berg Técnico: Janne Andersson

INGLATERRA: Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier, Dele (Delph), Henderson (Dier), Lingard e Young; Sterling (Rashford) e Kane Técnico: Gareth Southgate

por espn.com.br

Revisão de Gerd Wenzel

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *