Atacante que Guardiola ‘deixou escapar’ já é uma das sensações da Bundesliga

Dez pontos em quatro rodadas garantiram ao Hertha Berlin o seu melhor início na história do Campeonato Alemão. E um dos responsáveis por isso foi uma das novidades do elenco: Javairô Dilrosun.  

por André Donke

Aos 20 anos, o ponta esquerda vai dando seus primeiros passos no futebol profissional, após ter contado com uma formação de dar inveja em qualquer jogador.

Depois de ter começado na base do Ajax, um dos clubes mais renomados quando o assunto é atleta promissor, o holandês se transferiu em 2014, aos 16 anos, para o Manchester City, clube que passaria a ter como técnico Pep Guardiola dois anos mais tarde.

Dilrosun passou pelas seleções de base da Holanda e defendeu o time sub-23 do City, antes de se transferir ao Hertha na última janela do mercado. O clube berlinense precisou desembolsar apenas 250 mil euros para contar com os serviços da joia.

“Como ele pensa sobre futebol e nos fala sobre tática é especial. Eu pude aprender muito” disse, em declarações publicadas pelo site do jornal Bild, sobre a convivência com Guardiola.

Depois de frequentar ‘escolas’ de prestígio, Dilrosun viu no Hertha a chance de colocar o seu talento e a teoria aprendida em prática. Segundo o Bild, Borussia Dortmund e Benfica também demonstraram interesse, mas a maior insistência dos berlinenses acabou sendo decisiva.

Ausência na estreia do time na temporada, pela Copa da Alemanha, e na primeira rodada da Bundesliga, o ponta foi titular nos quatro jogos seguintes. Com três assistências, ele é o líder do quesito na competição, ao lado de Jadon Sancho, do Borussia Dortmund – aliás, Sancho é outra joia que saiu do Manchester City.

Além disso, Dilrosun fez dois gols, sendo um deles na derrota para o Werder Bremen – veja no vídeo acima. Na avaliação da revista Kicker, possui a terceira melhor nota desta edição do Alemão – atrás do goleiro Rune Jarstein, também do Hertha, e o atacante Alassane Plea, do Borussia Mönchengladbach, que aparecem em primeiro e segundo, respectivamente.

“O clube tem muitos jovens talentos que se transferiram para cá e tiveram a chance de brilhar”, afirmou o atleta, quando foi anunciado pelo Hertha. “É a filosofia que eu realmente gosto. (O técnico) Pal Dardai me disse que eu me encaixo bem em seu sistema”. Até agora, o treinador da equipe da capital parece ter razão.

A próxima oportunidade de Dilrosun comprovar seu talento é nesta sexta-feira, quando o seu time recebe o líder e atual campeão Bayern de Munique no Estádio Olímpico de Berlim, às 15h30 (de Brasília), pela abertura da sexta rodada da Bundesliga.

www.espn.com.br

André Donke

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *