Bayern empata com Benfica e chega pela quinta vez seguida às semifinais da Champions

Depois de ganhar a muito custo do Benfica na ida por 1 a 0, o Bayern Munique voltou a sofrer, mas conseguiu garantir sua classificação às semifinais da Uefa Champions League. A equipe bávara visitou o time português – que estava desfalcada de três dos seus principais nomes – no Estádio da Luz e empatou por 2 a 2, nesta quarta-feira.

müller passa müller

Raúl Jiménez abriu o placar para os mandantes após falha feia de Neuer, que saiu mal do gol após o cruzamento e viu o mexicano cabecear para o gol. Vidal, que havia feito o gol da vitória na Allianz Arena, empatou ainda antes do intervalo. Müller virou na etapa final, e Talisca definiu a igualdade com um golaço de falta.

Pela terceira vez em três temporadas, Pep Guardiola levou o time bávaro à semifinal da competição europeia. Agora, em sua última campanha à frente do Bayern, tentará ir à decisão de forma inédita, já que nas outras duas edições foi eliminado por Barcelona e Real Madrid com derrotas contundentes.

Para o duelo desta quarta, os portugueses foram a campo com três baixas significativas. Jonas cumpriu suspensão por acúmulo de cartões amarelos, e Mitroglou foi baixa de última hora por conta de um problema físico. Os dois atacantes juntos marcaram 54 gols (32 do brasileiro e 22 do grego) e são os goleadores do time na temporada. Além disso, o meia Gaitán, que era dúvida por conta de lesão, acabou ficando de fora da partida.

Agora, as duas equipes voltarão a campo por suas ligas nacionais. O Bayern Munique voltará a campo no sábado, quando receberá o Schalke 04 na Allianz Arena, no sábado, às 13h30 (de Brasília). Dois dias depois, o Benfica atuará em casa diante do Vitória de Setúbal, às 17h.

THOMAS MÜLLER DEFINE NOVO RECORDE

O Bayern de Munique agora tem um novo maior artilheiro na história da Uefa Champions League. O sobrenome é o mesmo, mas o nome mudou. Com o segundo gol da partida, Thomas Müller chegou a 36 bolas nas redes no torneio, deixando para trás a lenda Gerd Müller, que marcou 35 vezes. Thomas atuou 78 vezes pelo torneio, contra 35 do ex-atacante.

O duelo ainda teve outra marca impressionante de um atleta da equipe germânica. Afinal, Philipp Lahm chegou à sua 103ª atuação na Champions. O atual capitão do Bayern igualou Oliver Kahn como atleta alemão que mais vezes esteve em campo pela competição.

NEUER FALHA, MAS VIDAL DEIXA TUDO EM ORDEM

Precisando vencer, os mandantes mostraram iniciativa e foram para cima. Aos quatro, Eliseu cobrou falta da entrada da área com desvio na barreira. Porém, o Bayern, que começou com Lewandowski no banco e usando uma formação ainda mais voltada à movimentação, logo passaria a controlar a posse de bola e jogar de forma cômoda, levando algum perigo e praticamente sem sofrer riscos. Aos 18, Lahm cruzou da direita, e Müller concluiu rente à trave, quase abrindo o placar.

GETTY

Jiménez aproveitou saída ruim de Neuer para abrir o placar
Jiménez aproveitou saída ruim de Neuer para marcar

O cenário era todo favorável aos alemães, que só não contavam com uma coisa: uma falha de Neuer. Aos 27 minutos, Eliseu levantou da esquerda, o goleiro saiu muito mal e viu Jiménez cabecear para o fundo do alvo.

O gol animou o Benfica, que quase fez o segundo logo depois. Aos 30, Jiménez recebeu na área com liberdade e finalizou mal. Neuer deu rebote, mas conseguiu segurar a bola na sequência.

No entanto, no momento todo favorável aos Encarnados, Vidal apareceria para deixar tudo igual. Aos 38, Lahm cruzou forte e fechado da direita, e Ederson espalmou. Na sobra, o chileno soltou a pancada de fora da área para estufar a rede. Vidal ainda quase viraria aos 44, quando foi lançado por Xabi Alonso na área e concluiu por cima da meta.

Na volta para a etapa final, o Bayern, enfim, conseguiu uma realidade mais tranquila no confronto. Logo aos sete minutos, os visitantes viraram o placar. Xabi Alonso cobrou escanteio na área, Javi Martínez escorou, e Müller apareceu livre para desviar do jeito que deu para mandar à rede.

GETTY

Vidal comemora com companheiros após empatar a partida
Vidal comemora após empatar o jogo

A grande vantagem quase ficou ainda maior aos 15, quando Douglas Costa foi acionado, chutou rasteiro e viu a bola parar na trave. Oito minutos mais tarde, Müller até balançou a rede após receber passe de Alaba, mas o lance foi anulado por impedimento do lateral esquerdo. Aos 27, Vidal chutou rasteiro no meio do gol, e Ederson quase tomou um frango.

Aos 29 minutos, houve uma polêmica. Gonçalo Guedes disparou no ataque e ia invadir a área completamente livre até ser parado por um carrinho por trás de Javi Martínez. Os portugueses pediram o cartão vermelho, mas o árbitro mostrou só o amarelo.

Na cobrança de falta da entrada da área, Talisca mandou no ângulo e fez um golaço para deixar tudo igual. Os lisboetas precisavam de mais dois gols para ficarem com a vaga.

A partida até ganhou em emoção, mas o Bayern conseguiu manter a vantagem e se classificar em um confronto no qual era amplo favorito, mas sofreu bastante.

No outro confronto desta quarta-feira, o Atletico Madrid conseguiu um feito heroico ao vencer o Barcelona de Messi, Neymar e Soares por 2 a 0, classificando-se as semifinais da Champions League e fazendo companhia ao Real Madrid, Bayern Munique e Manchester City. O sorteio para definir os confrontos será nesta sexta-feira, 15 de abril.

por espn.com.br

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *