Depois da derrota para o Brasil, Joachim Löw e Tony Kroos avaliam a atuação da Alemanha

O Brasil ganhou da Alemanha com todos os méritos. A “Mannschaft” escancarou alguns setores que vão precisar da atenção especial de Joachim Löw.

Joachim Löw : “Era de se esperar que os brasileiros fossem jogar com seu time titular e que entrassem em campo altamente motivados. De outro lado, hoje não foi o nosso dia. Foi um teste e fizemos algumas modificações no time. E a equipe sentiu estas mudanças. Cometemos muitos erros e os brasileiros se aproveitaram das nossas falhas.”

löw oficial
“A Alemanha não tem duas equipes com força equivalente. Hoje havia jogadores jovense inexperientes em campo que certamente vão tirar suas lições desta partida. Deu para notar claramente que não atuamos em harmonia e sincronicidade.”

” Quanto ao gol que sofremos só posso dizer que isto não pode acontecer. Na grande área, a marcação tem que ser homem a homem. Faltou ordenamento. Estávamos muito mal posicionados.”

“Quanto ao rodízio apenas digo que é para isto que servem jogos-teste. Temos que testar os jogadores. À esta altura, resultados não interessam. Outras coisas são mais importantes.”

“No primeiro tempo, perdemos muitas divididas e também muitas bolas fáceis. Somando tudo, isto atrapalhou o nosso jogo. Também a transição defesa – ataque não funcionou a contento. Além do mais parecia que muitos estavam mais preocupados com o seu rendimento do que com desempenho coletivo.”

Toni Kroos: “Do ponto de vista coletivo, os aspectos negativos na nossa equipe superaram os positivos. Não somos tudo isso que imaginávamos. Deixamos nos envolver com muita facilidade.    Hoje todos, sem exceção, entregaram muito pouco. Especialmente nas divididas fomos mal.  Além disso, alguns jogadores tiveram a sua chance e não a aproveitaram.”

kroos oficial

Ilkay Gündogan: “Mais sombras do que luzes. Cometemos muitos erros fáceis e permitimos muitos contra-ataques. Temos que melhorar em muitos aspectos. Eu mesmo preciso render mais. Ainda bem que foi apenas um teste. Agora chegou a hora da auto-crítica. Precisamos conversar sobre o que precisa ser consertado.””

Kevin Trapp: “Tivemos nossas chances. Este foi um jogo que não poderíamos ter perdido.”

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *