Dortmund perde uma chance atrás da outra, brasileiro pega pênalti e Benfica vence.

mitrogluPênalti defendido por Ederson, jogo 500 de Luisão e primeiro gol de Mitroglou (foto) na Uefa Champions League. Foi uma terça-feira emocionante para o Benfica, que derrotou o Borussia Dortmund por 1 a 0, no estádio da Luz, em Lisboa, no primeiro jogo das oitavas de final da Uefa Champions League.

O time encarnado abriu o placar com Kostas Mitroglou aos 2 minutos da etapa final. E o tento teve participação do zagueiro Luisão. Ele finalizou a primeira vez, de cabeça, após cobrança de escanteio. O goleiro Burki conseguiu espalmar, mas no rebote o grego marcou.

Foi o primeiro gol dele na Champions League após cinco jogos disputados. Ele já estava sendo pressionado pelos torcedores por causa do jejum no torneio europeu.

Luisão abraçou Mitroglou na comemoração. O tento não foi dele, mas o momento foi especial e teve tudo a ver com o dia vivido por ele. Ídolo no Benfica, ele completou 500 jogos pelo clube. E com currículo invejável: 45 gols marcados e 17 títulos conquistados, entre eles o Campeonato Português em cinco oportunidades.

O Dortmund poderia ter empatado aos 11 minutos. Isso porque o árbitro viu pênalti de ao Fejsa tocar a mão na bola após um carrinho na área. Aubameyang foi para a cobrança, mas bateu muito mal, no meio do gol, e Ederson defendeu, vibrando muito na sequência.

GETTYIMAGES

Aubameyang, do Dortmund, em duelo com o goleiro Ederson, do Benfica
Aubameyang, do Dortmund, em duelo com o goleiro Ederson, do Benfica

A partida de volta será no dia 8 de março, em Dortmund. Antes, as equipes voltam suas atenções para os campeonatos nacionais. O Benfica jogará com o Braga, no próximo domingo, pelo Português. O Dortmund enfrentará o Wolfsburg, no sábado, pelo Alemão.

O Benfica jogará por um empate para avançar as quartas de final do torneio. Derrota por um desde que também marque (por exemplo: 2 a 1, 3 a 2 etc.) também garantem os portugueses na próxima fase. O Dortmund tem de vencer por dois ou mais gols de diferença. Se devolver o 1 a 0 a partida será definida nos pênaltis.

  • Paredão brasileiro

Não foi apenas a defesa do pênalti que consagrou Ederson. O brasileiro também fez outras defesas importantes ao longo do jogo.

Dificilmente os torcedores vão esquecer o lance já aos 38 minutos do segundo tempo, quando fez o impossível para evitar um gol de Pulisc, em finalização de primeira dentro da área e que ainda contou com um leve desvio em Raul. A defesa levantou o estádio.

Antes de defender o pênalti, Ederson também defendeu uma finalização de primeira de Reus, dentro da área, que deixou todos os torcedores encarnados assustados.

Aos 31 da etapa inicial, ele defendeu um chute de Aubameyang cara a cara, em clara chance de gol para o time visitante.

  • Benfica mais recuado

Mesmo jogando em casa, o time português atuou a maior parte do tempo em seu campo defensivo, utilizando bem os erros do adversário para sair para o ataque.

Assim, que viu o jogo não consegue entender porque o Dortmund não conseguiu ao menos um empate no estádio da Luz. Uma das possíveis explicações é que o time alemão pecou muito nas finalizações e errou bastante o último passe.

A defesa do Benfica também fez um bom trabalho. Luisão e Lindelöf foram os destaques do time encarnado ao lado do goleiro Ederson.

por espn.com.br

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *