Em noite grandiosa para o futebol, Bayern impõe derrota histórica ao Tottenham em Londres

O confronto entre Tottenham e Bayern pela segunda rodada do grupo B da Champions League, no Tottenham Hotspur Stadium, em Londres, foi eletrizante, espcialmente no primeiro tempo. Disputado em ritmo alucinante, o jogo terminou com vitória dos visitantes por 7 a 2, com Gnabry, quatro vezes, Kimmich e Lewandowski, duas vezes, marcando para os alemães. Son e Harry Kane descontaram para os donos da casa.

A mil por hora!

O primeiro tempo em Londres pode ser definido com uma palavra: alucinante. Jogado em um ritmo alto, a partida foi de muitas chances para os dois lados e já tinha dois gols no placar com apenas 15 minutos de jogo.

Aos 12, Son aproveitou bobeira de Tolisso na saída de bola e abriu o placar para os donos da casa. Três minutos depois, Kimmich pegou rebote na entrada da área, limpou a marcação e bateu com muita categoria, marcando um belíssimo gol.

A partida seguiu muito aberta e com Lloris e Neuer sendo os grandes protagonistas até os 44 minutos quando Lewandowksi aproveitou um bate e rebate dentro da área, dominou, girou e bateu no cantinho, sem chance para o francês, virando a partida para o Bayern.

Gnabry é o nome do jogo!

O segundo tempo teve um dono: Serge Gnabry. O alemão do Bayern tomou conta da segunda etapa e deixou a sua marca quatro vezes. A primeira aos oito minutos, quando recebeu pela esquerda, carregou, fez fila na defesa londrina e bateu sem chance para Lloris, deixando o placar em 3 a 1.

Dois minutos depois, Tolisso roubou a bola de Sissoko na intermediária e serviu o alemão que, livre dentro da área, bateu cruzado de esquerda e fez o quarto dos visitantes. Na reta final da segunda etapa, ainda havia tempo para Gnabry anotar seu hattrick. Após lançamento de Thiago, Gnabry saiu cara a cara com Lloris e só tocou na saída do goleiro francês para marcar o quinto dos alemães. E não parou por aí. Quase nos acréscimos, ficou cara a cara mais uma vez com Lloris e fez o sétimo dos alemães.

O VAR também apareceu bastante na segunda etapa. Primeiro, o árbitro Clement Turpin, da França, marcou pênalti de Coman em Danny Rose e, ao revisar no árbitro de vídeo, manteve a marcação. O Bayern reclamou bastante que o lateral inglês teria solado o jogador francês e feito a falta ao invés de sofrê-la.

Na cobrança, Harry Kane bateu com perfeição, sem a menor chance para Neuer e diminuiu para 4 a 2. Minutos depois, uma inversão do lance na área de ataque do Bayern. Rose acertou um carrinho em Coman e o árbitro mandou seguir. O VAR concordou com a marcação, gerando mais protestos dos alemães.

Lewa faz seu segundo

Além do gol da virada ainda no primeiro tempo, Lewandoswki também deixou sua marca outra vez na segunda etapa, marcando o sexto gol dos bávaros na partida.

No frigir dos ovos, foi uma partida equilibrada apenas no primiro tempo. Na segunda etapa, o Bayern mandou em campo, dominou o time inglês ao seu bel prazer e encaminha, já na segunda rodada da fase de grupos, a sua classificação para as oitavas de final.

Com 100% de aproveitamento, lidera seu grupo com seis pontos. Estrela Vermelha, em segundo, tem 3, vindo a seguir Olympiakos e Tottenham com apenas um pontinho.

No dia 22 de outubro, o Bayern visita o Olympiacos na Grécia e o Tottenham recebe o Estrela Vermelha.

por espn.com.br / Revisão Gerd Wenzel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *