Gerd Wenzel

foto gerd wenzel

Gerd Wenzel, nasceu em BerlimAlemanha, no ano de 1943. Trabalha como jornalista, comentando jogos da Bundesliga e da Alemanha nos canais ESPN. É casado com a professora de português Lucy Wenzel e tem dois filhos: Marianne, jornalista e Rodrigo, geógrafo e tradutor.

Alemanha

Wenzel nasceu em Berlim, no bairro Prenzlauer Berg, em 1943 durante a 2ª Guerra Mundial e veio ao Brasil como refugiado da Alemanha Oriental (antiga DDR), em 1955, juntamente com sua família. Desde cedo tomou gosto pelo futebol brasileiro, inclusive porque morava a poucas quadras do Estádio Municipal do Pacaembu, onde teve a oportunidade de presenciar, ao vivo e a cores, o surgimento da maior estrela do futebol mundial: Pelé.

Brasil

Em São Paulo, durante a sua juventude, interessou-se pelos problemas sociais brasileiros. Filiou-se à Igreja Presbiteriana do Brasil, formando-se em Teologia em 1967 na Faculdade Metodista Livre de São Paulo. Foi pastor em Governador Valadares – MG em 1968, mas por conta de suas posições contrárias à ditadura militar e ao fundamentalismo teológico da Igreja, foi expulso e denunciado ao DOPS (Departamento de Ordem Política e Social) pelos dirigentes desta instituição religiosa em agosto de 1968. Foi preso pela Polícia Federal em março de 1969, sendo liberado após sete dias de exaustivos e torturantes interrogatórios depois da intervenção direta do Embaixador Von Holleben, da República Federal Alemã. Mesmo tendo seu IPM (Inquérito Policial Militar) arquivado pela 4ª Região Militar em Juiz de Fora, por falta de provas, Gerd Wenzel foi detido pela Policia Federal de São Paulo e pelo DOPS de São Paulo, em mais duas oportunidades (1970 e 1977) para novos depoimentos, sendo liberado posteriormente.

Ainda em 1969 decidiu abandonar a carreira eclesiástica e retomou seus estudos, formando-se em Administração de Empresas e posteriormente especializando-se em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas. De meados de 1970 a 1987 atuou em empresas alemãs como Mercedes BenzHoechst (atual Sanofi Aventis) e Boehringer Ingelheim nos Departamentos de Marketing e Comunicação. Neste período esteve na Alemanha em diversas oportunidades, participando ativamente de estágios nestas empresas visando o seu aperfeiçoamento profissional.

Em 1988 tornou-se independente e se estabeleceu como profissional na área de eventos corporativos, tendo produzido convenções, simpósios, workshops e conferências internacionais para renomadas empresas transnacionais no Brasil e no Exterior (Alemanha, Estados Unidos, México, Uruguai, Argentina, Caribe).

Em 1989, 21 anos após ter sido expulso da Igreja Presbiteriana do Brasil por ser considerado “subversivo”, por iniciativa do Rev. Adão Carlos do Nascimento (ex-Reitor do Seminário Presbiteriano de Campinas), Wenzel foi readmitido como pastor daquela instituição. Ele licenciou-se do cargo por dois anos, após os quais preferiu voltar ao estado laico.

Durante todo esse tempo, incorporou ao seu cotidiano a cultura brasileira sendo grande apreciador da Música Popular Brasileira desde os tempos da Bossa NovaJosé Trajano, ex-diretor de jornalismo da ESPN Brasil, costumava dizer que Gerd Wenzel é um alemão que já virou brasileiro.

Por conta de sua compreensão do papel cultural do futebol na vida do povo brasileiro, Wenzel achou uma forma, a par de suas atividades profissionais como produtor de eventos corporativos para empresas transnacionais, de levar ao fã do esporte a tradição futebolística alemã.

Futebol

Foi em 1991 que, a convite de Roberto Muylaert, então superintendente da TV Cultura, e incentivado pelo seu amigo Antonio Alberto Prado, na época assessor de imprensa da Bayer, participou pela primeira vez como comentarista das primeiras transmissões numa TV brasileira de jogos do Campeonato Alemão, conhecido no mundo inteiro como Bundesliga. Fazia parte daquele trio memorável composto por José GóesJosé Trajano e o próprio, que marcou época seja pelas imagens espetaculares, seja pela narração de Góes e os comentários inusitados e bem-humorados dos comentaristas.

Remonta aqueles tempos também o salutar hábito de, após a transmissão do jogo, a turma se reunir para degustar uma boa cerveja e saborear uma brasileiríssima feijoada ao som da mais autêntica MPB no antológico Pub London Tavern do antigo Hotel Hilton no centro de São Paulo.

Desde 2002 atua nos canais ESPN, como comentarista de transmissões ao vivo dos jogos envolvendo clubes alemães e a própria seleção alemã ou participando de programas esportivos como Futebol no Mundo, Bate-Bola, Fora de Jogo, Linha de Passe, etc.

Durante a Copa do Mundo de 2006, organizou toda logística da ESPN Brasil na Alemanha, além de comentar todos os jogos da seleção alemã e, de quebra, apresentou aos seus colegas da ESPN o que os alemães produzem de melhor quando se fala em cerveja, contribuindo assim para alargar os horizontes gastronômicos dos seus companheiros de jornada.

Participou de momentos muito marcantes na ESPN, como por exemplo, a participação em uma edição do programa “Bola da Vez” no qual o convidado entrevistado era Franz Beckenbauer, ou como a visita guiada pelo Museu do Futebol no Pacaembu junto ao ex-presidente da Alemanha, Christian Wulff. Recentemente fez parte da mesa do programa Bola da Vez que entrevistou Paul Breitner (campeão mundial em 1974) e Jürgen Klinsmann (campeão mundial em1990). Também é lembrado por um momento de feliz emoção, quando caiu em lágrimas, em plena cabine do Estádio Olímpico de Berlim e em transmissão ao vivo, ao ver sua Alemanha vencendo nos pênaltis a Argentina, jogo válido pelas quartas-final da Copa do Mundo de 2006.

Desde 2004 mantém na Internet um site sobre a Bundesliga, trabalho pioneiro que abriu as portas do futebol alemão para o público brasileiro.

28 thoughts on “Gerd Wenzel

  1. Gerd Wenzel, parabens pelos seus comentarios , na bundesliga , o melhor futebol da europa quiça, do mundo, sou fã do Bayern de Munchen , e tambem fanatico pela seleção da alemanha , que continue sempre assim obrigado.

  2. Parabéns, Gerd Wenzel !
    Sou seu fã há muitos anos ! Você me representa como amante do futebol alemão !
    Tive simpatia pelo Bayern na final da champions de 99 ! E de 2011 para cá acompanho todos os jogos !
    Saberia me dizer onde compro um livro contando a história do futebol alemão ?! Ou bundesliga ?! Sempre tive vontade de comprar e nunca achei ! Muito obrigado !

    • Procure na Livraria Bucherstube Brooklin em São Paulo: Endereço: R. Bernardino de Campos, 215 – Cidade Monções, São Paulo – SP, 04620-000
      Telefone:(11) 5044-3735. (pelo menos é este o endereço que consta no Facebook). Abs.

  3. Olá Gerd, aprecio muito seus comentários na Espn, conheci Munique e arredores, e confesso que não quis, mais voltar. Não sei se isso já foi comentado, mas porque outros times da alemanha, não estão no nível do Bayer. Daí a expressão, campeonato de um time só. Ele só não ganha, quando não quer. A questão financeira também, também prevalece lá? Um abraço

  4. Olá Wenzel, estou realizando um trabalho de faculdade sobre Cultura esportiva no Brasil e gostaria de fazer algumas perguntas sobre o assunto a você.

    Fui ao evento de apresentação do livro Gol da Alemanha, te fiz uma perguntas sobre os técnicos e as seleções já na Praça Charles Müller

    Se puderem responder avise-me e enviarei as perguntas.
     
    Obrigado.

    • Olá Rodrigo,pode enviar as perguntas para gerd.wenzel43@gmail.com. É importante que o seu trabalho seja exclusivamente para a faculdade sem qualquer relação comercial, com qualquer instituição que seja. Outro aspecto é que as minhas respostas às suas perguntas sejam publicadas na íntegra, não podendo ser editadas. Finalmente, antes da publicação do seu trabalho, a parte que cabe a mim responder, precisa passar pela minha revisão e aprovação da ESPN.

      Atenciosamente,

      Gerd Wenzel

  5. Com muito carinho e saudades eu lembro do saudoso José goes ,narrando ótimos jogos da bundesliga ,sou grande torcedor do Borussia Dortmund……

  6. Parabéns Wenzel, você é um vencedor. O alemão mais brasileiro que conheço, gosto muito de ouvir seus comentários nos jogos do Bayern, que acompanho sempre.

  7. Gosto muito dos comentarios do Gerd. Sensato e de muito bom humor. Assisto os jogos da Bundesliga, é claro, por ser o futebol campeão mundial mas muito por conta dessa figura pitoresca que enriquece as transmissões da Espn.
    Um grande abraço Gerd.

  8. Gerd lembro bem de você em 1966 como missionário na Palavra da Vida. Um pouco mais jovem do que você falava com o meu filho de minha lrmbranca de suas pregações no salão Auca. Você também tocava harmônica não?

  9. Olá Gerd, eu sou super fã do Bayern de Munique, sempre quero comprar as coisas da FanShop mas eles não entregam no Brasil. Você saberia me dizer o porque? Eles entregam em vários países, mas no Brasil onde eles têm muitos fãs não.

  10. Quando o vi e ouvi pelas primeiras vezes em 2015, fiquei surpreso: “Mas que cara inteligente e conhecedor da Alemanha? Um brasileiro alemão! Foi isso que deduzi. Gerd Wenzel é o nome é dele, refugiado alemão no Brasil. Parabéns Sr Wenzel, espero ainda , assistir muitos jogos alemães (que fiquei conhecendo e me tornei seguidor, após o 7×1). Até a próxima!

  11. Gerd Wenzel, é um prazer falar contigo! Assisto às transmissões da Bundesliga, em grande parte, devido às suas intervenções precisas e bem humoradas! Sem dúvidas, sua participação ajuda a abrilhantar as partidas deste que é, hoje, em minha opinião, o melhor campeonato entre as ligas europeias: o Campeonato Alemão.

    Tenho um carinho muito especial pelo Colônia, cidade em que estive por três vezes e pela qual tenho grande apreço! Pena que o time está longe de figurar entre as potências da Alemanha!

    Forte abraço!

  12. Gerd, tu é demais!!!! Sou fã do Bayern e com Rogério Vaughan fica otimo assistir os os jogos!! Sera q vc poderia falar com ele e mandar o grande abraço?? Vcs sao meus narradores preferidos. Obrigada por este trabalho tao magnifico.. Abraços

  13. Gerd Wenzel, boa tarde. Em primeiro lugar, quero lhe parabenizar. É um prazer assistir a Bundesliga com seu comentários sobre o futebol e sobre a Alemanha.
    Estarei em Munique na última rodada do Alemão, e queria comprar um ingresso para o jogo. Olhei a tabela, e ainda não tem o horário do jogo. Sei que será dia 20/05. Existe um horário padrão para jogos dia de sábado?

    Atenciosamente,

  14. Gerd, sou torcedora do Borussia e sinto muita falta quando a espn nao transmite alguma rodada pois a transmissao é muito melhor com você comentando. Sempre digo ao meu marido que precisamos de um guia simpåtico como você na Alemanha. Abraços

  15. Bom dia grande Gerd Wenzel,

    poderia me tirar uma duvida de apreciador do futebol alemão… algum canal de tv aberta ou fechada no Brasil já transmitiu a segunda divisão alemã? mesmo que tenham sido poucos jogos… se positivo, em que período?

  16. Eu conheci o campeonato alemão na tv Cultura, com Wenzel e Trajano nos comentários e o saudoso José Góes na narração.
    Por essa e por outras, é que acho que toda vez que jogar um time alemão, Wenzel tem de comentar. Seleção alemã joga, tem de ter o Wenzel lá nos comentários. Fui acostumado assim. Era igual o campeonato Italiano, com o Sílvio Lancelotti.

    Fiquei chateado que na despedida do Podolski, quem estava nos comentários era o Hofman. Nada contra, mas essa honra caberia ao Wenzel, que viu essa geração 2006 nascer.

  17. Olá Gerd,

    Pode, por favor, informar se terá rodada em junho(10 a 18/06) na Bundesliga.
    Vou visitar meu Filho e gostaria de aproveitar para assistir qualquer partida.
    Aproveito para parabenizar seu conhecimento no futebol alemão.

  18. Olá Gerd
    É sempre um prazer acompanhar a Bundesliga com você e Rogério,além dos comentários sobre o futebol alemão e a Alemanha.Abraço
    Rafael de Caratinga MG

  19. Olá Gerd. Sem desmerecer nenhum radialista, é uma pena a ESPN não transmitirá o super clássico Bayern x BVB. Para mim e para meu marido, essa transmissão e os comentários só poderiam ser feitos por vc e pelo Rogério. Seriam dois gigantes transmitindo esse duelo de titãs, mas haverá outros duelos como esse. Abraços da Denise e do Lothar.

  20. Boa tarde gerd, sou torcedor do borussia Dortmund,me encantei pelo time e me apaixonei na era klopp e tambem pela torcida fantastica da muralha amarela, o que o time precisa fazer na sua opniao Para voltar a ganhar a bundesliga???

  21. Gerd, já sou seu fã da espn, depois de ver uns posts seus no Twitter, e ler sua história, fiquei mais fã ainda.

    Abraço
    Adriano

  22. Wenzel, você nos aproxima da alemanha quando de seus comentários maravilhosos na ESPN, a partida parecer ter mais sentido e identificação alemã. A ESPN deveria investir mais em seus conhecimentos, inclusive com reportagens mais abrangentes sobre o belo povo alemão, o celeiro de progresso no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *