James comemora seu primeiro gol pelo Bayern na Allianz Arena e agradece Ancelotti

james 3Sem espaço no Real Madrid, o meia James Rodriguez foi emprestado para o Bayern Munique, a pedido do então técnico do clube alemão, Carlo Ancelotti. Neste sábado, na vitória sobre o Leipzig, o colombiano marcou seu segundo gol pela equipe, o primeiro em casa, e comemorou o feito.

“Foi uma sensação preciosa marcar meu primeiro gol jogando diante de nossa torcida na Allianz Arena. No geral, penso que fizemos uma boa partida. “Criamos boas chances frente ao Leipzig e os três pontos nunca estiveram em perigo depois que abrimos o placar”, comentou em entrevista ao jornal espanhol AS.

James também falou sobre a adaptação à nova vida, ao novo clube e disse estar feliz com a essa nova etapa. “Tenho que me adaptar ao estilo de jogo do Bayern. Não é algo que se faça de um dia para o outro. O frio, nem se fala. Mas no fim, o que importa ainda é o futebol, um esporte que é igual em todos os cantos do mundo. Faço o que amo, com o qual também sou feliz aqui. Partidas como esta, em que consigo fazer aquilo que planejei, me dão força para o que ainda está por vir. Está claro que ainda tenho que me adaptar à vida em Munique, mas estou melhor a cada dia. Me sinto confortável aqui”.

Perguntado sobre a demissão de Carlo Ancelotti, o colombiano, que já havia trabalhado com o italiano no Real Madrid, afirmou que essas coisas fazem parte do futebol e agradeceu o treinador por tudo que lhe ensinou.

“Ninguém fica feliz com esse tipo de coisa, mas infelizmente o futebol é assim, efêmero. Todos nós que estamos envolvidos neste mundo temos de ter consciência disso. Temos que ter em mente que tudo pode mudar de repente. Só posso dizer que agradeço muito a Carlo por tudo que pude aprender com ele”, declarou.

Por fim, James definiu sua relação com o novo comandante, Jupp Heynckes, como estupenda, e que o fato de ele falar espanhol ajuda muito na relação entre os dois.

“É um treinador experiente, que transmite qualidade e serenidade. Se nota que já viveu muita coisa ao longo de sua carreira. Com ele, tento fazer o mesmo que sempre fiz com os outros treinadores que tive: aproveitar suas ideias, aprender com ele e crescer como futebolista”, completou.

por espn.com.br/ revisão de Gerd Wenzel

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *