Joshua Kimmich: “Devo muito ao Pep Guardiola”

Joshua Kimmich, o jovem lateral direito do Bayern Munique, amadureceu muito no Bayern Munique, tornando-se uma liderança forte na defesa bávara. Grande parte do seu sucesso ele credita a Pep Guardiola.

Em entrevista ao jornal Guardian o defensor de 23 anos falou sobre a influência do atual técnico do Manchester City na sua carreira. Já quando atuava pelo RB Leipzig na segunda divisão em 2015, Kimmich chamou a atenção do técnico catalão.

No primeiro encontro dos dois o jovem jogador ficou impressionado sobre o quanto Guardiola já sabia sobre sua incipiente carreira. É que o treinador tinha visto as atuações de Kimmich no Mundial Sub-19 e chegou a dizer na época que o jovem atleta se encaixaria perfeitamente no seu esquema de jogo.

O Bayern Munique contratou Kimmich em junho de 2015. Sob o comando de Pep e com a aposentadoria precoce de Philipp Lahm ele se tornou titular na defesa bávara.

Kimmich está convencido de que a visão que Guardiola tem do futebol moderno, o tornou um jogador melhor: “Ele abriu meus olhos e me mostrou novos horizontes na forma de se jogar futebol. Para ele, já antes do primeiro contato com a bola, é preciso saber o que a gente vai fazer em seguida. Você tem a obrigação de saber onde se encontram seus colegas de equipe.”

Além disso, o jovem lateral ficou muito impressionado com a capacidade que Guardiola tem de fazer a leitura perfeita de um jogo: “Ele fala imediatamente com a gente quando nota algo diferente durante uma partida. Para cada adversário, ele elaborava um plano de jogo diferente.”

Tempos difíceis com Ancelotti 

Já com o sucessor de Guardiola, o italiano Carlo Ancelotti, Kimmich passou por um período difícil. O treinador colocava as suas fichas em jogadores experientes em detrimento dos mais jovens.

“Para jogadores jovens é muito importante que tenham prática e adquiram experiência no decorrer do tempo. Apenas jogando é que você vai melhorar. Aquela época foi muito difícil para mim”, informa Kimmich.

Mesmo assim, nunca desanimou: “Passei a treinar com mais afinco, mas uma coisa é certa: um período longo, do tipo três ou quatro meses sem começar jogando, não é fácil para ninguém.”

Titular com Heynckes

Com Jupp Heynckes no comando, Kimmich voltou ao time titular. Logo quando chegou, “o bom velhinho” convenceu Kimmich a assinar um contrato com o Bayern até 2023.

Sobre Heynckes, o lateral direito do Bayern e da seleção alemã revelou que ele é como um professor: “Jupp apontou alguns pontos nos quais preciso trabalhar e melhorar. Este tipo de orientação é muito importante, especialmente para jogadores jovens como eu. É bom ter um técnico que fala francamente sobre seus pontos fracos e que, ao mesmo tempo, confia em você.”

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *