Juiz que ajudou o Bayern Munique pede desculpas ao Werder Bremen

Após ter cometido um erro fatal, ao cair na simulação de Arturo Vidal, marcando consequentemente uma penalidade máxima inexistente contra o Werder Bremen na semifinal da Copa da Alemanha, o juiz Tobias Stieler (foto Getty)  pediu desculpas.  juiz se desculpa

“Foi muito difícil de se ver claramente a cena. Eu vi um contato corporal, mas na realidade não houve nenhum”, confessou o árbitro e acrescentou: “Foi uma decisão equivocada. Sinto muito. A cena (da simulação de Vidal) acabou prevalecendo, mas não decidiu o jogo”, declarou o juiz logo depois do jogo.

Tobias Stieler, o árbitro do confronto, em vez de dar o cartão amarelo para Vidal pela clara simulação, optou em marcar o pênalti que acabou decretando o placar final de 2 a 0 para o Bayern. Eram decorridos 25 minutos do segundo tempo quando numa disputa de bola com o lateral Sternberg, que não encostou no volante chileno, Vidal caiu espetacularmente no chão simulando uma falta que claramente não houve. O juiz foi na dele.

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *