Lewandowski marca, Bayern agrava crise no Dortmund e aumenta vantagem na liderança

bayern e sua turmaO pentacampeão da Bundesliga confirmou, mais uma vez, a sua soberania no futebol alemão. Após ter batido o atual vice RB Leipzig, desta vez, o Bayern Munique venceu, praticamente sem dar chances, o Borussia Dortmund: 3 a 1. Arjen Robben, Robert Lewandowski e David Alaba definiram o triunfo dos visitantes no Signal Iduna Park, neste sábado, pela 11ª rodada.  Marc Bartra descontou no fim.

Com o resultado, o Bayern vai a 26 pontos e amplia sua vantagem na liderança para quatro pontos. Já o Borussia Dortmund, que há quatro rodadas estava no topo da classificação com cinco pontos de folga, agora fica estacionado nas 20 unidades e cai para a terceira posição, sendo ultrapassado pelo RB Leipzig, que superou o Hannover 96 e foi a 22 pontos.

O placar mantém o ótimo desempenho desde a volta do técnico Jupp Heynckes. A equipe venceu seis dos sete jogos que fez. No único empate – contra o RB Leipzig, fora de casa -, conseguiu a classificação às oitavas de final da Copa da Alemanha nos pênaltis.

Já os comandados de Peter Bosz ganharam apenas um de seus últimos sete confrontos oficiais, sendo a vitória contra o Magdeburg, da terceira divisão, pela Copa da Alemanha.

Além dos bávaros ampliaram a distância para o rival na classificação, Robert Lewandowski também se afastou de Pierre-Emerick Aubameyang na artilharia. Agora, o polonês soma 11 gols na competição, um a mais a mais do que o francês/gabonês.

Pela próxima rodada do Campeonato Alemão, o Borussia Dortmund visitará o Stuttgart na Mercedes-Benz-Arena, na sexta-feira, às 17h30 (de Brasília). Um dia depois, o Bayern de Munique receberá o Augsburg na Allianz Arena, às 12h30.

 

  • Golaços e vantagem bávara

 

Os mandantes tentaram impor uma marcação pressão com o intuito de anular o grande poder de criação do adversário. Isso, porém, não impediu que os visitantes abrissem o placar logo aos 16min. Thiago fez belo levantamento da esquerda, James Rodríguez serviu e Robben finalizou no alto, sem chances para o goleiro Bürki.

Os bávaros ficavam mais tempo com a bola, e os lances de perigo, dos dois lados, se davam por contra-ataques. Yarmolenko perdeu grande chance ao sair frente a frente com o goleiro Ulreich. Na sequência, Lewandowski parou em excelente defesa de Bürki. Pouco depois, Kagawa finalizou, com leve desvio de Alaba, na trave.

Na segunda oportunidade que teve, Lewandowski não vacilou, mostrando talento e sorte. Aos 37min, após cruzamento de Kimmich da direita, o polonês concluiu de letra, enganando Bürki devido a um desvio em Weigl.

Para piorar para os aurinegros, o zagueiro Sokratis sentiu lesão e precisou ser substituído por Toljan aos 42min.

 

  • Fechou o caixão

 

O jogo voltou do intervalo em ritmo acelerado. Logo nos primeiros minutos, Lewandowski parou em grande intervenção de Bürki e Yarmolenko perdeu outra grande oportunidade.

Em um cenário de equilíbrio, o Bayern corria poucos riscos e ainda conseguiu fazer mais um gol para acabar com qualquer esperança auri-negra.  Aos 22min, Alaba levantou da esquerda, e Lewandowski não conseguiu o desvio – mas nem precisou. A bola acabaria morrendo no fundo da meta. Aos 43min, Bartra até descontaria com um golaço, após bela jogada individual de Pulisic, mas o lance não representaria qualquer ameaça ao líder.

por espn.com.br / revisão de Gerd Wenzel

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *