Mannschaft: quem não vai para a Copa?

bus aviãoAmanhã, segunda-feira, o mais tardar às 7:00 da manhã (horário de Brasilia), a Federação Alemã de Futebol vai precisar entregar à FIFA a lista definitiva da equipe alemã que vai disputar a Copa da Rússia. O técnico Joachim Löw, neste exato momento, está reunido com sua comissão técnica, para definir quem são os quatro jogadores a serem cortados do seu atual elenco.

Para Löw já é praticamente uma rotina: antes de cada torneio ele leva alguns jogadores a mais. Algumas vezes contusões de atletas facilitaram a sua tarefa de ter que cortar este ou aquele. Não será assim desta vez: todos os “27” estão em plena forma física, inclusive Manuel Neuer.

Na segunda-feira pela manhã, antes de enviar a lista final à FIFA, os quatro cortados serão comunicados por Löw sobre a decisão da comissão técnica de não levá-los para a Rússia.

Os candidatos potenciais ao corte tiveram a oportunidade  de mostrar o seu potencial durante os treinos e alguns na partida amistosa contra a Áustria. Segue a relação de prováveis cortados:

Bernd Leno: O goleiro do Leverkusen não jogou contra a Áustria. Ele disputa com Kevin Trapp a vaga como terceiro goleiro.

Kevin Trapp: No seu clube PSG é apenas reserva. A última vez que vestiu a camisa da Mannschaft foi contra o Brasil. Disputa com Bernd Leno a terceira vaga de goleiro.

Jonathan Tah: Na Euro 2016 o zagueiro entrou na vaga do contundido Antonio Rüdiger. Não atuou contra a Áustria. Será uma grande surpresa caso faça parte do grupo dos eleitos: os “23”.

Matthias Ginter: O zagueiro sempre foi considerado um candidato ao corte, mas nas últimas convocações esteve nos planos de Joachim Löw. Sua polivalência tanto como zagueiro, lateral direito ou volante pode ser fator decisivo para que faça parte dos “23”. Não atuou contra a Áustria.

Marvin Plattenhardt: O berlinense é novo na seleção, mas também não teve oportunidade na partida contra a Áustria. Sua posição de ofício é a lateral esquerda, ou seja, é o único jogador de todo atual elenco que joga nesta posição, além, naturalmente do titular, Jonas Hector.

Sebastian Rudy: Como primeiro volante joga bem, tanto na distribuição do jogo como no “pressing”. Só que nesta posição tem gente sobrando. Jogou contra a Áustria, mas não convenceu.

Julian Brandt: A concorrência nas laterais ofensivas é enorme, mas mesmo assim o jovem jogador do Leverkusen tem chances. Sua atuação contra a Áustria mostrou que ele é capaz de dar novos impulsos ao jogo ofensivo da Mannschaft, apesar de vacilar vez por outra.

Nils Petersen: O atacante foi a grande surpresa nesta convocação. Aos 29 anos jogou contra a Áustria sua primeira partida pela equipe principal da Alemanha sem convencer. Sério candidato ao corte.

Palpite de cortados: Kevin Trapp, Jonathan Tah, Sebastian Rudy e Nils Petersen.

 

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *