Nico Kovac, técnico do Frankfurt, se junta a Jupp Heynckes e critica severamente Aubameyang

aubaDepois das declarações polêmicas de Jupp Heynckes, atual treinador do Bayern Munique sobre Dembelé e Aubameyang, foi a vez de Niko Kovac fazer coro às alfinetadas ao atacante gabonês que está interessado em sair do Borussia Dortmund para ir ao inglês Arsenal.

“É surreal ver clubes e treinadores à mercê de jogadores. Não podemos concordar com este tipo de situações. Onde é que vamos parar? Em anarquia. Cada um faz o que lhe apetece, os jogadores aparecem nos treinos quando querem”, disse em entrevista à revista alemã Kicker.

Além disso, Kovac, que treina o Eintracht Frankfurt, comentou que em sua época como jogador – seleção, Bayern, Leverkussen e outros – isso era bem diferente. “No meu tempo não era assim. Hoje em dia, um contrato de cinco temporadas vale, no máximo, um ano e meio. Tudo isto é muito questionável”.

Kovac faz coro às declarações de Heynckes sobre a autonomia dos jogadores perante o time e o treinador. “Tenho uma posição muito crítica em relação ao comportamento de Aubameyang e Dembélé. Os clubes que contratam esses jogadores devem estar cientes de que poderiam fazer o mesmo com eles. Eu me recusaria a contratar esses jogadores”, disse o treinador do Bayern em entrevista coletiva na última sexta-feira.

Pierre-Emerick Aubameyang, desde 2013 no Borussia Dortmund, teria motivos pessoais para não atuar mais com a camisa auri-negra e teria anunciado ao clube, no início da temporada, que desejava sair e rumar para outra equipe, segundo o Sky Sports. A possível contratação do gabonês pelo Arsenal continua em pauta e o time inglês insiste na negociação. O Borussia Dortmund, pelo menos por enquanto, só abre mão do jogador por 70 milhões de Euros enquanto que o clube de Londres está oferecendo “apenas” 50 milhões.

por espn.com.br / gazeta press / revisão de Gerd Wenzel

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *